Conass: não vacinados deixam Brasil vulnerável a grande onda de casos

Must Read

Brasileira fez um cosplay insano da Zero Two de Darling in The Franxx

A Zero Two de Darling in The Franxx é uma das personagens mais famosas dos animes, e uma...

Reforma tributária: Senado deve voltar a discutir proposta na próxima semana

A proposta de reforma tributária deverá passar pelo plenário do Senado em dois turnos e ainda ser aprovada...

Samsung visa crescimento em smartphones em 2022 e vê demanda sólida por chips

A Samsung Electronics disse que pretende conquistar uma fatia maior do mercado de smartphones este ano com mais...

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou no início da noite desta quarta-feira (12/1) carta aberta ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, alertando para o “estabelecimento de uma nova onda de casos de COVID-19 no Brasil, em consequência do rápido avanço da variante Ômicron na transmissão comunitária em todas as regiões”.

O colegiado de secretários cobrou do governo federal “imediatas decisões nacionais” para evitar o colapso dos sistemas público e privado de saúde, pois “óbitos evitáveis poderão ocorrer pela não garantia de acesso à internação”.

De acordo com o Conass, houve aumento superior a 300% nos casos notificados de Covid-19 no Brasil, apesar da dificuldade no acesso à testagem, passando de 1.721 casos em 2 de janeiro para 24.382 casos no último domingo (10/1).

0

“O Conass acredita que o crescimento de casos, impulsionado pela nova variante, volta a impor desafios aos sistemas de saúde público e privado do país”, diz a carta, que chama a atenção para o perigo extra a que está exposto quem não tem esquema vacinal completo, incluindo as crianças.

“Com 1/3 da população ainda não vacinada com esquema primário completo, o Brasil está vulnerável a uma grande onda de casos, que também poderá acarretar pressão hospitalar”, diz o texto assinado pelo presidente do colegiado, Carlos Lula, que também é secretário de Saúde do Maranhão (veja íntegra abaixo).

O Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 da Prefeitura do Rio informou nesta quarta que os óbitos por Covid ocorrem 30 vezes mais entre os não vacinados do que entre quem tomou ao menos duas doses de vacina.

Diante da situação, os secretários pedem ao ministro da Saúde a inclusão imediata da vacinação de crianças e adolescentes contra a Covid-19 no calendário nacional de vacinação; uma campanha nacional de incentivo à vacinação de toda a família; o aporte de recursos financeiros para abertura de pontos de testagem em massa e a reabilitação de leitos para o atendimento a pacientes com Covid-19.

Veja a íntegra da carta do Conass a Marcelo Queiroga:

conass by Raphael Veleda on Scribd

 

O post Conass: não vacinados deixam Brasil vulnerável a grande onda de casos apareceu primeiro em Metrópoles.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Latest News

Brasileira fez um cosplay insano da Zero Two de Darling in The Franxx

A Zero Two de Darling in The Franxx é uma das personagens mais famosas dos animes, e uma...

Reforma tributária: Senado deve voltar a discutir proposta na próxima semana

A proposta de reforma tributária deverá passar pelo plenário do Senado em dois turnos e ainda ser aprovada na Câmara. Leia mais em...

Samsung visa crescimento em smartphones em 2022 e vê demanda sólida por chips

A Samsung Electronics disse que pretende conquistar uma fatia maior do mercado de smartphones este ano com mais modelos compatíveis com 5G e...

Apple permitirá que iPhones aceitem cartões de crédito sem hardware extra

A Apple está planejando um novo serviço que permitirá que pequenas empresas aceitem pagamentos diretamente em seus iPhones sem nenhum hardware extra, …...

8 cenas de The Big Bang Theory que não estavam no roteiro

The Big Bang Theory é uma das comédias mais amadas de todos os tempos. Por 12 temporadas, os fãs acompanharam o desenrolar de...
- Advertisement -

More Articles Like This

- Advertisement -